Indústria Criativa - Portfólios online
Entrevista com João Rosa da Frog Housings

Entrevista com João Rosa da Frog Housings

24 de Fevereiro de 2014 às 16h10

De Peniche vem-nos à cabeça boas ondas e boas pranchas de Bodyboard. A partir de hoje recorda também Caixas de Estanque para máquinas fotográficas. A Frog Housings é a marca de caixas de estanque "customizadas" pelo João Rosa, actualmente a viver em Peniche. Tudo começou em 2009, por percalço da vida, o João resolveu construir uma caixa rudimentar para tirar fotos ao pessoal, após uma lesão no ombro que o impedia de fazer Bodyboard. É por isso que há males que vêm por bem. 

Como é que nasceu a tua relação com o mar? Já fazias Bodyboard e a Fotografia na água surgiu, ou a Fotografia era a tua especialidade e o Bodyboard apareceu?
O Bodyboard surgiu há mais de 20 anos. Apesar de não ter crescido ao pé do mar, era hábito passar férias em casa de um primo meu que morava ao pé da Fonte da Telha, ele começou a fazer Bodyboard e eu fui atrás... Apesar de já gostar de fotografia há alguns anos (do tempo do rolo), a fotografia dentro de água surgiu há mais ou menos 5 anos.

A primeira é sempre especial

E como é que surgiu a fotografia na água, como é que apareceu na tua vida? E a construção das caixas de estanque? Alguém ensinou-te, aprendeste sozinho? 
A fotografia na água surgiu por um mau motivo. Após uma cirurgia ao ombro, fiquei impedido de praticar Bodyboard por 6 meses. Estão a imaginar ficar 6 meses sem ir à água? Pesquisa aqui pesquisa ali, comecei a construir a minha primeira caixa. Demorei bem mais de 6 meses! Mas a ideia já estava em desenvolvimento e um ano depois estava com a minha máquina na água. Era uma caixa muito rudimentar, feita com tubos de PVC e fibra. O certo é que nunca meteu água durante os 4 anos de utilização. Há 3 anos atrás resolvi aperfeiçoar o “brinquedo”. Como costumo fazer umas fotos para a Refresh boards, por vezes, passo algum tempo na fábrica. Ao verificar as pranchas com o slick em epoxy imaginei uma forma de moldar um pedaço de core à medida da máquina e fibrá-lo. De uma forma muitíssimo simplificada é assim que construo as caixas, poliestireno, fibra e resina epoxy. Apesar de ter tirado algumas ideias pela internet, todo o processo fui eu que o desenvolvi, assim como todos os comandos que coloco nas caixas, estes são desenhados por mim e feitos numa tornearia.

Qual a Caixa mais difícil de construir?
A caixa mais difícil de construir foi a primeira, tudo era uma novidade e por vezes tinha de desmanchar para voltar a construir! De salientar o apoio que a Refresh borads e a G3! Surf Shop me têm dado nos últimos anos, em especial neste projeto, que apesar de ser um passatempo, é levado muito a sério, ou não estaríamos a falar de caixas que levam lá dentro material fotográfico cujos valores ultrapassam o milhar de euros!

Neste momento divides a construção com a fotografia, 2 paixões bem diferentes, do tipo shaper de pranchas. Para onde segue o teu coração? Fotografia, ou construção de caixas?
O mar sempre em primeiro lugar! Posso construir as caixas à noite! O maior problema é: Bodyboard ou fotografia? Quando o crowd é muito, nem penso duas vezes, máquina para água!

Recentemente surgem imagens inovadoras, a partir de Droids voadores que capturam fotos de uma perspectiva nunca antes vista. Qual é a tua opinião sobre as imagens dos Droids?
É mais um novo ponto de vista para mostrar a beleza deste e outros desportos de ondas. No entanto ainda há um grande caminho a percorrer neste campo, nomeadamente em relação à distância e à qualidade das fotos. Apesar das novas tecnologias, uma fotografia tirada por uma câmara que pesa umas gramas não se compara a uma tirada por um equipamento com alguns quilos!

Bodyboard e Surf, duas modalidades com abordagens diferentes. Quais as principais diferenças do "watershooting" do Surf e Bodyboard?
Apenas uma: a prancha de Surf magoa mais!!!! O mais importante é conseguires "aquele" momento, não interessa se é em pé ou deitado, às vezes nem é preciso estar lá ninguém!

As caixas do João Rosa são feitas com resina epoxic, as ferragens são em inox A2 e A4, os comandos são em nylon e/ou inox e pesam à volta de 1kg. Os comandos são desenhados por mim e feitos numa tornearia. Em relação aos preços, variam, em média, entre os 450€ e os 700€. Tudo depende da frente, da máquina e dos comandos. Todas as caixas são entregues com uma proteção em neoprene para a frente ótica.

Para mais informações por favor contactar através da página do Facebook: https://www.facebook.com/pages/Frog-Housings/147730192038056

Registar Conta InsideBB

Registar Conta InsideBB

Conta InsideBB

Recuperar password

Recuperar Password